Scroll Top

Sono

Polissonografia: entenda o exame do sono

Já ouviu falar em polissonografia? Esse exame do sono é responsável por descobrir quais distúrbios ocorrem quando uma pessoa dorme. Entenda mais sobre esse procedimento e descubra se você precisa fazê-lo.

Polissonografia- entenda o exame do sono

Já ouviu falar em polissonografia? Esse exame do sono é responsável por descobrir quais distúrbios ocorrem quando uma pessoa dorme. Entenda mais sobre esse procedimento e descubra se você precisa fazê-lo.

Descobrir um transtorno do sono enquanto estiver no começo é muito benéfico. A polissonografia do sono consegue detectar esses casos. Logo, quando mais cedo o problema for diagnosticado, mais fácil será o tratamento.

Entenda mais sobre esse exame, qual a sua finalidade, como ele é feito e quem deve realizar a polissonografia.

Polissonografia: o que é?

A polissonografia vem do grego, que significa: polis = muitos; somnus = sono; e graphos = escrita. Ou seja, é um exame que leva em conta diversos fatores no decorrer do sono natural. Seu objetivo é capturar variações fisiológicas que acontecem enquanto uma pessoa dorme. Assim, o teste é capaz de registrar alguma anormalidade.

Polissonografia: para que serve?

Esse exame é útil para que diversos distúrbios do sono sejam diagnosticados. Embora ele seja mais comum atualmente, ainda é um exame pouco conhecido. Porém, a polissonografia é muito eficiente para descobrir transtornos durante o período em que se dorme. Logo, os casos de insônia, apneia do sono; ansiedade noturna, bruxismo, entre outros, são avaliados com muito mais facilidade.

Polissonografia: como é?

A polissonografia é feita enquanto a pessoa dorme. Sendo assim, o paciente deve ir a um consultório específico e dormir em um quarto especial. Esse lugar é preparado com aparelhos para que os especialistas possam avaliar o organismo enquanto está adormecido. Ele é indolor e não são utilizadas agulhas no processo. Basicamente, a pessoa precisa estar dormindo para que os médicos avaliem o que acontece durante o momento de sono.

Polissonografia: quem deve fazer?

O exame é indicado para todas as pessoas que apresentam dificuldades em dormir, mas não é possível diagnosticar qual o problema em seu sono. Esse exame tem um preço elevado, custando em torno de R$ 800,00. O ideal é que a polissonografia seja feita apenas em última opção. Ou seja, somente em casos nos quais os médicos não consigam descobrir o transtorno do sono que atinge o paciente.

Polissonografia: cuidados antes do exame

Para fazer a polissonografia, é preciso tomar alguns cuidados básicos. É necessário lavar o cabelo apenas com um xampu neutro. Além disso, ela precisa utilizar os medicamentos para induzir ao sono, caso recomendados. Veja mais algumas precauções para fazer antes do teste:

  • não utilizar maquiagem na noite em que realizará o exame;
  • não usar esmalte de cor escura;
  • levar objetos de uso pessoal como: pijamas, chinelo e escova de dentes;
  • levar seu travesseiro, caso apenas consiga dormir com ele;
  • utilizar sua medicação cotidiana de forma normal;
  • consumir bebidas alcoólicas somente até 48 horas antes do exame;
  • evitar bebidas energéticas como café, guaraná em pó e refrigerantes de cola.

Agora que você já sabe como funciona a polissonografia, não deixe de consultar seu médico a respeito desse exame do sono. Caso não consiga diagnosticar sua dificuldade em dormir, esse teste pode ser o mais indicado para você.

Ainda tem alguma dúvida sobre a polissonografia? Deixe nos comentários para continuarmos essa conversa.

Gostou dos Artigos? Leia esse também  Saiba quantas horas dormir por noite

Fique Atualizado!

Boa Noite Insônia

Sobre o autor

Saiba mais!

Comentários

0 Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: